Cinquenta novos parques eólicos serão instalados no RN até 2023

Cinquenta novos parques eólicos serão instalados no RN até 2023

O Rio Grande do Norte entra para a história ao ser o primeiro estado do Brasil a atingir a marca de 4 GW (gigawatts) de potência instalada por turbinas eólicas. O estado possui atualmente 151 parques eólicos em funcionamento, e mais cinquenta novos devem ser instalados no RN até 2023, demandando investimentos de mais de R$ 4 bilhões, como confirmou a governadora Fátima Bezerra em seu primeiro balanço da administração com o seu secretariado.

O coordenador de desenvolvimento energético do estado, Hugo Fonseca, comemora."É um momento de grande importância porque o estado líder nacional e mostra que segue competitivo, com um trabalho altamente qualificado e com grandes investimentos no setor", ressaltou.

Só nos municípios de Parazinho e João Câmara, primeiro e segundo lugar no ranking nacional, são mais de 650 turbinas em atividade. Ao todo, o estado do Rio Grande do Norte possui mais de 1500 turbinas, enquanto o segundo colocado da lista, a Bahia, tem em torno de 900. Para se ter uma ideia, com 4 gw de potência é possível ligar aproximadamente 100 milhões de lâmpadas de led, ou fornecer energia para mais de 2,5 milhões de residências.

O Rio Grande do Norte ainda tem grandes planos para o futuro da energia eólica. A aprovação de um marco regulatório pode permitir a exploração eólica offshore (quando as turbinas são instaladas no oceano). A previsão é de que a primeira torre desse tipo seja instalada até 2022 no município de Guamaré. Segundo Hugo Fonseca, o estado encontra-se em posição geográfica estratégica e será pioneiro na instalação de parques eólicos em alto mar no Brasil.

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio Grande do Norte (Sedec)